sexta-feira, 24 de julho de 2009

Eu imagino casas


Cozinha preta e branca, detalhes vermelhos e muitas galinhas d’angola: nos enfeites, nas toalhas, nos panos de prato. Fondue de queijo e de chocolate na sala, cortinas longas. Cama king size, stickers na parede. Fotos por todos os cantos. Louças para lavar amanhã depois do café. Café em família, geléia no café. Macbook no colo, filminho com pipoca à noite.

Quem é que nunca desenhou na mente a casa que queria morar? Quem é que nunca planejou a vida após a casa dos pais?

Como sou apaixonada por decoração, sempre imaginei a minha casa, sempre quis a minha casa. Adoro casa, comida e roupa lavada que tenho aqui. Adoro a companhia dos meus pais. Mas de uns tempos pra cá, sinto necessidade de ter meu canto, de fazer do meu jeito. De chegar cansada e largar as roupas pela casa. De dormir no sofá. De fazer bagunça na cozinha. De colocar o porta-retrato viradinho para esquerda e não para direita. De andar sem chinelos. De me trocar no quarto e não no banheiro. De trazer quem eu quiser na hora que eu quiser. De comprar as coisas que der na telha, sem ter que me justificar e fazer um relatório dos n’s benefícios do produto. De trazer aquele gato que eu achei na rua sem me preocupar se ele vai poder ficar ou não. De ouvir música alta.

Não é reclamação. Não é rebeldia, nem vontade de liberdade. É só vontade de mudança, necessidade de privacidade e loucura por galinhas d’angola na cozinha.

4 comentários:

Luís Fernando disse...

Ter uma casa só minha ?
Será ?
Só pra mim ... ?? Sem familia ??
Será que dou conta de tudo ??
Quem passará minhas roupas ??
Arrumará minha cama ??
Limpe meu quarto ??
Sou organizado .. adoro as coisas no lugar ... as vezes me acho sistematico demaiss ...
Mas como viver sozinho ??
Talves por alguns 6 meses ...
No máximo ...
Ter minha casaa mesmo...
Só quando casar..
Não para explorar minha mulher ... nem meus filhos ..
Mas para compatilhar um lar com as pessoas que amo verdadeiramente ..

.Fee

Cáh disse...

hauha.... a loucura por morar sozinha , decorações, cores e bla bla bla.... é divertido, é comum...
mas, mais divertido é a loucura pelas galinhas!


Assumir algo assim é legal....


Adorei seu texto! Beijos



Cáh


A Sombra do Mar

M. disse...

Antes de dormir, eu fico imaginando cenas de como será a minha vida futura, tenho tudo planejadinho na minha cabeça: Como será o meu trabalho, as roupas que estarei usando, o meu maridinho, a minha casa, tudo moderninho, arrumadinho hihi Cores alegres no quarto, uma cozinha gourmet pra cozinhar com os amigos (tudo bem que para isso é necessário saber cozinhar, o que não é o meu caso mas enfim saushuah)... Ah essas coisinhas. [desabafo mode: on] Não é ingratidão, mas na época que nós estamos, parece que o tempo todo estamos sendo cobrados, não conseguimos relaxar, tentamos fazer o nosso melhor e as vezes não somos reconhecidos parece que não fizemos nada que a nossa obrigação, tudo porque moramos debaixo do teto deles... nossos pais! [desabafo mode: off] UHASUEHUEHUEHUEHUEHE quero o meu flat... AGORA!!! UHSAUHEUHEUHEUEH
te amo siiiiiiiiis :**

Renata Fontanetto. disse...

Cara eu sinto exatamente a mesma coisa: uma necessidade de fazer do meu jeito, de poupar as explicações pra mim e não para eles, de começar uma nova etapa da minha vida. Do meu jeitinho, com as minhas coisas, com as minhas vontades.

Tudo de bom. Mas primeiro preciso arranjar dinheiro pra isso tudo ahuahuahhahahahuahhauhahaha
por enquanto, fica no gostinho mesmo.
Mas dizem que quando a gente deseja muito algo, acaba concretizando ;)
então vaaaamos sonhar ^^