terça-feira, 27 de outubro de 2009

Felicidade, alguém viu por aí?



Quantas vezes já ouvi pessoas dizendo: "O que eu quero da vida? Eu quero mais é ser feliz". Todo mundo quer ser feliz, mas nem todo mundo quer as mesmas coisas e são essas coisas que queremos que chamamos de felicidade.

Se você perguntar o que é felicidade para as pessoas, cada uma dirá coisas diferentes. O dicionário dira "ato ou efeito de ser feliz", os publicitários dirão leão em Cannes, os materialistas dirão um carro, os cristãos dirão a vida eterna, os pobres dirão uma casa, as mães dirão família, os maconheiros dirão Bob Marley e os corithianos dirão Ronaldo.

Generalizações e gracinhas a parte, o que quero dizer é que temos exemplos e metas que consideramos felizes. Traçamos planos, construímos ideais e nomeamos eles de Felicidade. Uma vez não alcançados, infelizes somos, uma vez alcançados, não eram suficientes para nos tornarem felizes.

Felicidade então torna-se uma meta e como dizem meus professores, toda meta foi criada para não ser alcançada, para ser impossível de ser atingida, então o que mais encontramos são pessoas infelizes, com depressão (por que agora qualquer tristeza é depressão), síndrome do pânico, reclamando de tudo aquilo que não têm e não conseguiram.

As pessoas se consideram capazaes de julgar quem é feliz ou quem não é, porque felicidade virou questão de aparência, aliada da riqueza, do dinheiro e esses mesmos que julgam são os que adoram dizer que dinheiro não traz felicidade, balela.

Para mim felicidade é um conceito, só mais um daqueles que a gente proclama aos sete ventos, que preenche nicks de msn, trechos de música, filosofia de vida de alguns, mas que não tem aplicabilidade nenhuma.

Nossa vida não deve ser movida pelos nosso desejos de felicidade, mas por nossas vontades mais loucas ou mais comuns. Não precisamos ser felizes a todo custo, precisamos nos contentar em estarmos felizes uma vez ou outra, com tudo ou com nada.



Tema sugerido por @thiagopax via twitter. Sou uma quase publicitária que não tem insights a todo o momento, então sugestões de temas são sempre bem-vindas!

2 comentários:

Lucas disse...

Oi linda, cheguei a conclusão, de que o ser humano não sabe é ser feliz!!!!!!!
Se fossemos mais atentos as nossas reais necessidades e expectativas, se nos contentassemos com o que realmente queremos e deixassemos as expectativas alheias de lado...
Perceberiamos que perdemos muito tempo correndo atrás de coisas que na verdade não importam! Maturidade também trás felicidade..ou melhor nos faz ver a vida com olhos mais atentos, com mais valores!!!!!bjos!!!
ObS: desculpe a falta de acentos!!rsrsrs......

Renata Fontanetto. disse...

Como eu sou a pessoa mais boba e romântica deste mundo, eu fico feliz por ver um simples cachorro babão na rua olhando pra mim com um carinha de "me leva pra casa? *.*" ... Eu acho que temos tantos motivos para nos sentirmos felizes todos os dias... sou daquelas que olha pro céu azul e sorri XD Mas super concordo com vc quando diz que temos que nos entender com a vida tendo razões ou não. A vida é um fluxo e não tem hora pra definir quando um momento muito bom vai chegar e nem podemos nos dar ao luxo de parar e esperar por ele. Estamos aqui, né? Para o que der e vier, como dizem.
Lembrei de vc hoje na facul! Estou fazendo um briefing pra minha segunda prova de publicidade e meu grupo está querendo relançar aquele biscoito Foffy! xD
Haja pesquisa no supermercado e na internet ahuahahhahahahahahhaahhaha

Beijos menina! obs: vamos nos adicionar no msn! ^^